enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Chita, companheira de Tarzan, morre aos 80 anos

Chimpanzé morreu em decorrência de uma insuficiência renal

  • Por Redação

O macaco mais famoso da história do cinema morreu na véspera de Natal de velhice. Não estamos falando de Caesar, o intrépido símeo que lidera uma revolução contra a humanidade, no blockbuster O Planeta dos Macacos – A Origem, até porque ele nem existe: é mais um fruto da magia da computação gráfica.

Trata-se da famosa Chita, chimpanzé companheira inseparável de Tarzan, o homem das selvas, que nos anos 1930 já encantava público mundo afora. Chita morreu aos 80 anos no dia 24 de dezembro, segundo informou uma reserva florestal da Flórida, Estados Unidos, nesta quarta-feira (28).

A reserva Suncoast Primate Sanctuary disse que o animal, conhecido como Mona Chita, morreu devido a uma insuficiência renal.

Chita participou, entre outros, dos filmes Tarzan, o Homem Macaco (1932) e Tarzan e sua Companheira (1934), clássicos que relatam as aventuras de um homem criado na selva, protagonizados por Johnny Weissmuller e Maureen O’Sullivan

A diretora assistente da reserva florestal, Debbie Cobb, contou em entrevista que Chita era extrovertida, gostava de pintar com os dedos e de fazer as pessoas rirem. Ela também afirmou que Chita parecia entender dos sentimentos humanos. Mas, outro funcionário do local falou que quando a chimpanzé não gostava de algo, começava a arremessar suas fezes contra as pessoas. 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas