Justin Biber parece mesmo ter uma queda por uma polêmica. O astro canadese aparece em um vídeo fazendo bricadeiras. Até aí, tudo bem, não fosse o fato de que as brincadeiras fossem com um conteúdo racista.

As brincadeiras consistiam no uso do termo “nigga”, considerado ofensivo pelos afro-americanos. Em um dos vídeos, ele canta uma música de sua autoria, One Less Lonely Girl” (“Uma Menina Solitária a Menos”) trocando a palavra “girl” por “nigga”.

Para por panos quentes na situação, o mentor de Biber, o cantor Usher, publicou em sua conta no Instragram a seguinte mensagem. “Posso dizer a vocês que ele nem sempre escolheu o caminho para seu melhor potencial, mas ele inequivocamente não é racista”, postou. Ele escreveu ainda uma segunda mensagem. “Há cinco anos ele era uma criança ingênua que não entendia o potencial negativo e a degradação que vem de brincar com insultos raciais”.