Nesrte final de semana, 17 e 18, a Camerata Antiqua de Curitiba (coro e orquestra) encerra o ano sob a batuta de Roberto Tibiriçá, um dos maiores regentes do Brasil. Esta é a primeira vez que o maestro está à frente da Camerata, apesar de acompanhar o trabalho do grupo há tempos. "Há muitos anos ouço falar do trabalho maravilhoso da Camerata, mas só agora tive a honra de reger um concerto dela. São músicos maravilhosos, pessoas carinhosas demais", elogia. O repertório deste concerto de encerramento é composto por peças da música antiga, justamente o período que motivou a criação da Camerata, há 30 anos.

Serão interpretadas três obras de autoria de Händel e Bach, os grandes mestres do Barroco. Na ocasião, toda a versatilidade do coro será mostrada, já que as partituras para coro dessas composições são muito ricas. Na opinião do maestro, a Missa Lutherana de Bach (Missa em Sol Menor – BWV) é uma das mais bonitas obras do período. Além de Tibiriçá, outros convidados vão abrilhantar a noite: a soprano catarinense Elaine Boniolo e os oboístas Paulo Barreto e Talita Capra.