A família Ford, que vive no Estado norte-americano de Michigan, tem uma herança peculiar: um bolo de frutas de 141 anos. A sobremesa foi preparada por Fidelia Ford em 1878, mas ela morreu antes de conseguir comê-la e a família decidiu guardar o quitute como forma de respeito.

O bolo foi guardado em um recipiente de vidro, que traz a data de fabricação no topo. Desde então, o doce foi passado de geração em geração e se tornou uma herança para os Ford.

Atualmente, a responsável pelo alimento é Julie Ruttinger, tataraneta de Fidelia. Ela recebeu o bolo após a morte do pai, Morgan Ford, em 2013.

“Ele cuidou do bolo até o dia em que morreu. Nós sabíamos que o bolo significava muito para ele”, disse Julie em entrevista para a Associated Press. “O bolo é uma tradição. É um legado”, completou.

De acordo com o jornal Detroit News, o Guinness World Records definiu um bolo de 4.176 anos, que estava na tumba de um faraó egípcio, como o mais antigo já encontrado. Portanto, a sobremesa dos Ford ainda está longe de bater o recorde. (Com informações da AP)