Este ano o Festival de Teatro de Curitiba deu mais um passo em direção à heterogeneidade como evento; os diferentes espaços permitem uma distribuição melhor do público e a presença de companhias cênicas de fora do Estado oferecem uma diversidade de temas e idéias a serem discutidas. Muito peculiar nessa edição, a apresentação de espetáculos em bares vem chamando a atenção como opção diferenciada para assistir teatro, além de funcionar como um convite para o público que não está acostumado a freqüentar teatro. Dez espetáculos ganharam os bares como palco para encenar seus dramas, comédias e esquetes.

No Jockers Pub, cinco peças estão em cartaz dando uma opção a mais para quem está no local. Segundo o produtor do Jockers, Diego Marchioro, o bar funciona como uma ?primeira vez?? para quem não está acostumado a freqüentar teatro. ?Tem sido uma experiência interessante e conta com uma grande presença de público.

?Muitas vezes o cliente está lá tomando uma cerveja e é surpreendido com uma peça?, diz. Cinco outros espetáculos serão apresentados nos bares Cats Club, Alice Bar, Aquarela Bar e Era só o que faltava, são eles: As fervidas, Astrocômicos, Curitiba em comédia, O rei da praça e Teatro a la carte. Segundo o diretor da peça Canto dos malditos (apresentação no Jockers), Austregésilo Carrano Bueno, a organização do festival foi a responsável pelos espaços onde as peças são exibidas. Em Canto dos malditos, Carrano volta ao tema da polêmica questão manicomial brasileira. O diretor é o autor do livro que originou o filme Bicho de sete cabeças. Misturando drama e comédia, Carrano reencarna Freud e Carcot em um hospital psiquiátrico. Auxiliares de enfermagem, os dois personagens procuram na platéia por um paciente a ser analisado. O público entra em contato com as razões dos tratamentos psiquiátricos e mostra o esquecimento social que uma pessoa com algum transtorno sofre ao longo da vida.

Comédia do humorista Fábio Silvestre, Curitiba em comédia é uma opção para se observar um grande repertório de personagens característicos e caricatos da vida curitibana. Ator e diretor de teatro, Silvestre apresenta cinco personagens por noite. Entre os mais conhecidos do público curitibano está Déverçon, um surfista de Colombo cheio dos maneirismos e gírias da região.

Serviço:

Canto dos malditos é apresentado no Jockers Pub hoje, às 19h, dia 24 às 22h e 25 às 19h. Curitiba em comédia está em cartaz no Era só o que faltava hoje, dia 24 e 25 de março. Astrocômicos é apresentado no Alice Bar amanhã, dia 23, 25 e 26 de março. Mais informações pelo site: www.festivaldeteatro.com.br.