O Balé Teatro Guaíra estréia dia 10 de dezembro, no Guairão, a nova versão coreográfica do bailado O Quebra-Nozes, com a participação da Orquestra Sinfônica do Paraná, dos alunos da Escola Dança Teatro Guaíra e do coral Nova Philarmonia. A montagem recebeu o patrocínio das empresas Kraft Foods Brasil e Bosch que repassaram ao Centro Cultural Teatro Guaíra, através da Lei de Incentivo à Cultura, o valor de R$ 500 mil. "Sem o patrocínio não seria possível fazer esta montagem, por ser um espetáculo com grandes cenários e muitos figurinos", disse a diretora e coreógrafa do Balé Guaíra, Carla Reinecke. As apresentações para o público seguem até o dia 19 de dezembro, inclusive dentro do Projeto Teatro para o Povo.

A nova versão, assinada por Carla Reinecke, coloca no palco 34 bailarinos do Balé Teatro Guaíra, 30 alunos da EDTG e 24 vozes femininas do coral Nova Philarmonia. A primeira montagem do Balé para este espetáculo foi em 1980 com a versão de Carlos Trincheiras, diretor da companhia na época. O balé foi reapresentado a cada ano até 1994.

Após dez anos sem montá-lo, Carla Reinecke resolveu, junto com a direção do teatro e com o maestro da Orquestra, Alessandro Sangiorgi, criar uma nova versão coreográfica, novos figurinos e cenários para o conto de Hoffmann. Para a montagem de 2004, o cenário e iluminação são de Carlos Kur, figurinos de Paulinho Maia e adereços de Paulinho Maia e Ricardo Garanhani.

Entre as mudanças feitas, está a cena do sonho/pesadelo de Clara, antes da batalha dos ratos com o quebra-nozes. "Os ratos fazem sua própria festa de Natal, tentando imitar os humanos. A música também repete o trecho de uma das danças da festa dos adultos", explica. A única coreografia da montagem original, mantida pela diretora, é o grand pas-de-deux da Fada Açucarada e do Príncipe.

O Quebra-Nozes é um espetáculo em dois atos e três cenas. No primeiro ato acontece a festa de Natal e o início do sonho no Reino da Neve. O segundo ato se passa no Reino dos Doces.

O Quebra-Nozes e O Rei dos Ratos foi inspirado no conto de Hoffmann e Tchaikovsky compôs a música especialmente para a obra. Ele introduziu pela primeira vez um novo instrumento, a celesta, que causou sensação no solo da Fada Açucarada.

A coreografia original é de Lev Ivanov, assistente do coreógrafo Marius Petipa, e sua estréia foi em 17 de dezembro de 1892, no Teatro Maryinsky, em São Petersburgo, ainda hoje sede do Ballet Kirov. O sucesso de O Quebra- Nozes fez com que fosse montado ao longo dos anos por diversas companhias do mundo, tornando-se um dos mais famosos bailados do repertório de Natal, no teatro, no balé ou no gelo.

História

A história de O Quebra-Nozes se passa na Europa Oriental, durante o século XIX. O médico e prefeito da cidade está muito feliz em realizar um Natal para sua família e amigos. Seus dois filhos, Clara e Fritz, esperam ansiosos por seus convidados. A neve traz uma atmosfera festiva enquanto os convidados chegam. Atrasado, como sempre, chega o padrinho de Clara, Drosselmeyer, uma figura ao mesmo tempo benévola e malévola e que diverte a todos com suas mágicas. Ele lhe traz como presente um Quebra-Nozes. Encantada, Clara logo se fascina pelo brinquedo. O irmão rouba seu presente e o quebra, deixando Clara desapontada. O padrinho conserta-o e promete que tudo ficará bem.

A noite chega e os convidados começam a deixar a casa. Clara vai para a cama, mas acorda de repente, no meio da noite, e vê seu brinquedo tomar vida. Surgem ratos malvados de todos os lados. Eles são comandados pelo Rei dos Ratos, que é derrotado pelo corajoso Quebra-Nozes. De lá, eles são transportados para uma terra de magia, em uma embarcação especial, onde o Quebra-Nozes se transforma em príncipe.

Eles atravessam a terra encantada onde encontram os dançantes flocos de neve. Ao saber da chegada do príncipe e de sua acompanhante, a Fada Açucarada convoca o povo do Reino dos Doces. O príncipe conta suas aventuras como Quebra-Nozes e, em seguida, os dois se fartam com as guloseimas e todos os personagens do Reino dos Doces dançam para eles.
Clara começa a se sentir sonolenta até adormecer de novo. Na manhã seguinte, quando seus pais acordam, encontram Clara dormindo embaixo da árvore, abraçada ao Quebra-Nozes. Quando acorda, sabe que seu presente de Natal foi uma linda viagem, em forma de sonho.