Com direção e interpretação de Carolina Ribeiro, A Caixa é a única representante no Festival da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia. O monólogo é definido pelo grupo como uma “comédia intimista”, que aborda a temática das vontades pessoais contra as cobranças e expectativas da sociedade, enfocando a relação entre esses dois elementos na vida da personagem, utilizando apenas o corpo e a voz da artista.

A Caixa conta com uma equipe de promissores nomes do teatro baiano: Vinícius Morais (Bacharelando em Direção Teatral da UFBA) na co-direção, Carol Vieira e Bia Araújo (alunas de Direção Teatral da UFBA) na assistência de direção, Bruno Lunelli na iluminação, Pedro Amorim nos efeitos e trilha sonora e Clarissa Ribeiro nos textos.

“Ao abrir” A Caixa, o espectador encontra uma mulher que se redescobre ao cruzar consigo mesma, acidentalmente, no banheiro de um restaurante… a partir daí, o grupo reinterpreta o mito da Caixa de Pandora, elocubrando sobre a origem do objeto.

No Teatro Cultura (Praça Garibaldi, 39); amanhã às 15h, dia 29, às 21h e dia 30 às 15h.