Ray Bradbury o considerava um dos maiores escritores do século 20. Com justa razão. Richard Matheson, que morreu no domingo, 23, aos 87 anos, vítima de prolongada doença, pode ser mais lembrado por O Incrível Homem Que Encolheu, transformado num filme de ficção B com roteiro seu, mas foi sobretudo um grande autor existencialista, talvez não tão celebrado quanto Camus, mas influente o bastante para ter marcado a literatura americana, reconhecidamente Stephen King. No entanto, há alguns anos Matheson declarou não acreditar no sobrenatural, apenas no natural, que já era incompreensível o bastante para os seres humanos.

Seu livro mais popular é Eu Sou a Lenda (Devir Editora), história de um homem tentando sobreviver num mundo infestado de vampiros, filmado três vezes, a primeira com Charlton Heston (A Última Esperança da Terra, 1971) e a mais recente com Will Smith (Eu Sou a Lenda, 2007). Matheson se identificava com o protagonista de seu livro, Robert Neville, acossado por vampiros durante as longas noites em que tinha como proteção apenas espelhos e dentes de alho. Tanto Eu Sou a Lenda como O Incrível Homem Que Encolheu podem ser vistos como representações alegóricas da solidão do homem num mundo hostil – no primeiro, Neville é o último representante da raça e, no último, o homem encolhido é reduzido a uma dimensão liliputiana, até não mais ser percebido por seus semelhantes.

Matheson é também autor do conto Duel (Duelo), que deu origem ao primeiro filme dirigido por Steven Spielberg em 1971, Encurralado. Nele, um motorista é perseguido na estrada à beira de um abismo por um caminhoneiro assassino, do qual o espectador nunca vê o rosto. Nascido em Nova Jersey e criado no Brooklin, o escritor escreveu vários roteiros de séries famosas de TV, como Além da Imaginação. Um dos maiores sucessos populares de Matheson foi o filme Em Algum Lugar do Passado (1981) versão de seu livro sobre um dramaturgo que usa a auto-hipnose para tentar encontrar no passado uma atriz cuja foto vê num hotel.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.