A atriz Carolina Ferraz receberá R$ 100 mil após vencer uma briga na justiça contra o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br)

Segundo a 17ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, o NIC.br foi condenado por ter dado permissão a uma empresa a relacionar o site da atriz com conteúdo pornográfico.

Quando ela foi registrar o domínio, descobriu ainda que a empresa já tinha registrado o seu nome e de outras 20 mil pessoas, grande parte famosos. Quando a atriz pediu o domínio novamente, foi surpreendida pela proposta de compra. A ação, portanto, envolvia o registro de domínio e a relação com conteúdo pornográfico.

O veredicto no caso de Carolina serve agora como base  para outros casos semelhantes.