Fiéis de uma Igreja Católica de East Hampton, em Nova York, deram as costas ao ator Alec Baldwin, que costuma frequentar o local, durante uma missa dominical em que a estrela do cinema americano subiu ao púlpito para ler uma oração, informou nesta quinta-feira o jornal “New York Post”.

Segundo o periódico nova-iorquino, alguns frenquentadores da igreja da Santíssima Trindade de East Hampton, em Long Island, não simpatizam com a presença de Baldwin durante as missas.

“Alec gosta de ser o centro das atenções e, às vezes, vai ao púlpito para quer ler e fazer seus pronunciamentos. o que realmente desagrada alguns membros da congregação. Há pouco, quando ele subiu para fazer sua leitura, parte dos fiéis viraram as costas de maneira grosseira”, assegurou uma testemunha.

De acordo com essa mesma testemunha, “apesar de Baldwin ter dado generosamente muito dinheiro à cidade, existem muitas pessoas que não gostam dele”, já que o ator, que sempre vai à missa acompanhado de sua nova esposa, Hilaria Thomas, gosta de chamar atenção em todos os eventos que participa”.

“Quando as pessoas vão à igreja, não querem ver nenhuma estrela de cinema, querem rezar”, completou a mesma testemunha ao jornal nova-iorquino, enquanto um representante de Baldwin declarou que o ator “estava centrado nas orações e nem percebeu o que ocorreu”.

Outras fontes assinalam que o gesto de desprezo procedia de alguns republicanos, que não concordam com a postura política do ator, um democrata declarado.

Baldwin, de 54 anos e original de Long Island (Nova York), também costuma ajudar financeiramente sua comunidade. No último ano, o ator doou um set da série de televisão “30 Rock”, que protagoniza desde 2006, para ser leiloado por sua paróquia.