Escambo, troca de tecnologia e conhecimento mútuo. Após 20 anos de carreira, a artista Andreia Dias se lança na aventura de gravar um CD itinerando pelo Brasil através do projeto Psicotropicalista. A ideia, pra lá de audaciosa, é: percorrer diferentes cidades brasileiras; conhecer artistas que trabalham com diversas vertentes musicais; trocar informações, gostos, estilos, tecnologias; realizar shows e criar, em parceria com artistas das cidades visitadas, uma das faixas de seu terceiro CD. E, pasmém, funciona! Nesses encontros de Andreia Dias com outras musicalidades e sotaques de artistas brasileiros o inusitado musical aparece, tirando todos – Andreia, seus parceiros, e seu público – do lugar comum.

Depois de rodar pelo norte e o nordeste do vasto território brasileiro, passando por diversas cidades e gravando faixas de seu novo CD com o Casarão Cultural (PA), Criolina (MA), Vitoriano (CE), Talma&Gadelha(RN) e Cabruêra (PB), Andreia Dias desembarca em solo curitibano através do Fora do Eixo e da Verdura Produções. Curitiba será a única cidade do sul do país a receber o Psicotropicalista. Quem faz as honras da casa como banda base da cantora é a Humanish, “reforçada” pelo baterista Valderval de Oliveira Filho (das bandas curitibanas Match e Homem Canibal).

O encontro musical entre Andreia Dias e a Humanish culminará na 6a faixa do terceiro álbum da cantora (cujo processo de criação e produção poderá ser conferida ao vivo na internet no endereço (http://tatuducerto.tnb.art.br) e em um show imperdível e único, que acontecerá no dia 21 de outubro no Teatro do Paiol. No repertório do show estão previstas a execução de músicas dos dois CDs de Andreia Dias arranjadas para a formação peculiar do quarteto curitibano, que não conta com o contra-baixo elétrico: os graves ficarão ora com a guitarra contralto, ora com sintetizadores. Haja Psicotropicalismo!

Andreia Dias:  é uma cantora e compositora única, que está a 20 anos na estrada. Vinda do Grajaú, na periferia de São Paulo, Andreia estreou sua carreira solo com o Vol. 1 de uma trilogia em 2008. Esse disco foi muito bem recebido pela crítica e pelo público, tanto no Brasil como no exterior. Andreia fez shows nas principais capitais do país, alem de se apresentar na maior feira de música Womex, em Sevilha e ainda fez shows em Barcelona e Paris. Sua canção “Madrugada” foi incluída na coletânea Chill Brazil da Warner e em várias outras no Brasil e na Europa. Andreia é versátil, antes do Vol. 1 cantava e compunha com as bandas DonaZica e Banda Glória.

Participou do início do grupo Farofa Carioca, gravou no último álbum de Tom Zé,, Arnaldo Antunes, Elza Soares, Seu Jorge, Jair Rodrigues, Luís Melodia, Zeca Baleiro, Jorge Mautner, Maria Gadú, Moreno Veloso, Céu, Tulipa Ruiz, Marcelo Jeneci entre outros. Andreia lançou seu segundo disco solo, Vol. 2, que foi produzido pelo multi-instrumentista Ricardo Prado no segundo semestre de 2009. Assim como no Vol. 1, Andreia assina todas as faixas do disco, sendo duas delas em parceria com Iara Rennó e Luque Barros. Andreia compõe compulsivamente, e neste álbum conceitual, crônico, ela trata de loucos amores, de críticas sociais e de comportamento.

Serviço:

Ingresso: R$ 30, e R$ 15, (estudantes, doadores de alimento, portadores de deficiencia fisica, idosos)
Data(s): 21/10/2011
Horários: 21h
Espaço cultural: Teatro do Paiol