Halos & Horns é o novo àlbum de Dolly Parton, uma das maiores cantoras de country de todos os tempos, além de ser uma das compositoras mais bem sucedidas nesse estilo. Com mais de 40 anos de carreira, ganhou prêmios, esteve várias vezes nas paradas americanas e fez sucesso como atriz. Halos & Horns arrancou elogios de importantes veículos da crítica não só por sua voz angelical e interpretação apaixonante, mas também por suas belas letras. Destaque para os covers de Stairway to Heaven, do Led Zeppelin (que teve a aprovação de Robert Plant e Jimmy Page) e If, do Bread.

A faixa-título do álbum (lançamento Zomba Records) é uma valsa caipira sobre a fragilidade humana e Raven Dove com uma letra apocalíptica foi composta numa madrugada. Ambas passam pela emoção que Dolly sentiu com os acontecimentos de 11 de setembro. “Eu não pretendia produzir um disco”, diz Dolly. “Eu estava apenas produzindo as demos dessas músicas, mas começaram a ficar tão boas, que eu fiquei entusiasmada. Falei com Steve Buckingham (produtor) e ele me disse para seguir em frente pois estava ficando legal.”

O country brasileiro está bem mais chegado ao clima de rodeio, tanto assim que ele dá título ao segundo CD do grupo Dallas Company, freqüentador das arenas de Barretos.

“Estamos numa fase maravilhosa e podendo divulgar um pouco mais do Espírito Santo para o Brasil”, diz o produtor executivo Walter Redivo, que acompanha a banda desde o seu início. “E o mais engraçado de tudo é que no começo da banda, dizíamos que o Dallas era do interior de São Paulo. Afinal, quem ia acreditar que existia uma banda de country em pleno Espírito Santo? Ia parecer piada”, conta Walter, bem-humorado.

Entre as faixas do trabalho, além do sucesso Clima de Rodeio (Sony Music), estão as românticas Um Sentimento, Quando Eu Tiver Você e Saudade, a instrumental Black Um, as animadas Herói de Rodeio, Solitário do Sertão e Cara de Ressaca e ainda Oração do Cowboy – tradicional Ave Maria rezada por todos os peões antes de entrarem na arena.

E chegando bem ao Sul surge a dupla Oswaldir e Carlos Magrão, que está lançando seu oitavo disco sob a chancela da Som Livre e Acit. O CD traz a marca gaúcha para os rincões do País. Clássicos como Maragato Farroupilha, Passo Fundo do Coração, Espero Ser Feliz, Pampa na Garupa e Clave de Lua atenderão aos mais tradicionalistas.

É Disso Que o Velho Gosta, Como É Que Eu Tô Nesse Corpo, Mulher Chorona e Viciado em Vanerão serão do agrado daqueles que gostam de tirar o pé do chão, pegar na cintura da prenda e sair rodopiando pelo salão.