Já estão abertas as inscrições para a oficina de ikebana na Biblioteca Pública do Paraná. A atividade cultural será nos próximos dias 21 e 22 (quarta e quinta da semana que vem), das 14h30 às 16h30. O custo é de R$ 10,00 e as vagas limitadas. Os interessados devem procurar a Divisão de Difusão Cultural da Biblioteca Pública.

Ikebana é a arte de arrumar as flores (ikebana: ike=viver e bana=flor), ou seja, a arte de conservar as plantas vivas em recipientes com água. No ikebana, cada flor tem seu simbolismo, as cores têm significado e os arranjos expressam sentimentos. Há consenso universal da beleza implícita das flores e sua capacidade de transmitir sensibilidade e energia ao ambiente.

Ikebana surgiu no Oriente  para expressar conceitos filosóficos da religião budista, mas foi no Japão que se desenvolveu com maior intensidade. O monge Senmu se dedicava à composição de arranjos florais para os altares. O primeiro livro, escrito em 1890, chamado "Código da Flor", traz 10 virtudes preciosas que podem ser assim resumidas: para se atingir a perfeição é necessário esvaziar-se de toda vaidade; viver sem pensamentos mesquinhos e perturbadores; estar em harmonia com o corpo e alma, abrindo espaço para o coração universal. Ser, enfim, despreocupado e simples como a flor do campo.

O princípio fundamental da ikebana é a elevação do espírito e a harmonização do ser. É um processo de auto-desenvolvimento para quem pratica e para quem aprecia.