O Flamengo exibiu uma atuação dominante na vitória por 2 a 0 sobre o Santos, na noite desta quarta-feira, no estádio Luso Brasileiro, no Rio, no duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Após o confronto, o técnico Zé Ricardo exaltou a boa atuação da sua equipe, mas conteve a euforia ao projetar o confronto de volta no dia 26 de julho, na Vila Belmiro, onde espera por grandes dificuldades de seu time para defender a boa vantagem que conquistou para ir às semifinais.

“O resultado foi muito importante, mas sabemos, apesar da vantagem ser boa, jogar na Vila Belmiro é sempre muito difícil. Precisamos ter os pés no chão e tentar buscar os objetivos passo a passo. O jogo da volta será apenas no mês que vem, então precisamos poupar as baterias para enfrentar o São Paulo no domingo”, ressaltou o comandante, em entrevista coletiva após o duelo ao também já mirar o duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, também em casa.

Já ao analisar a atuação flamenguista, o treinador elogiou as qualidades da equipe santista, mas destacou que a sua equipe soube neutralizar com eficiência as armas do seu adversário. “Apesar de termos tido outras chances (de gol não aproveitadas), achei uma partida difícil. O Santos tem mobilidade na frente, jogadores inteligentes no meio-campo, zagueiros altos que fazem boa saída de bola, laterais muito bons. Precisávamos jogar no nosso limite para sairmos com a vitória e fizemos isso. Fomos muito consistentes defensivamente e aproveitamos as chances para jogar no campo de ataque deles”, disse.

E Zé Ricardo enfatizou a importância de o seu time não abrir mão da postura ofensiva na partida de volta na Vila Belmiro, apesar da vantagem de poder até perder por um gol de diferença neste confronto marcado para 26 de julho.

“Ainda teremos tempo para pensar, mas o Flamengo tem uma maneira de jogar e vamos seguir assim, buscando o jogo, sem ficarmos só na defesa. A Copa do Brasil tem essa importância maior para não levar gols em casa e conseguimos sair com o 2 a 0. Ainda vamos tentar marcar lá, pois se conseguirmos fazer gols vamos conseguir encaminhar mais a classificação”, afirmou, se referindo ao fato de que, se o seu time marcar apenas uma vez, obrigará o Santos a fazer ao menos quatro para poder avançar às semifinais.

Ao falar da atuação rubro-negra, Zé Ricardo também elogiou o desempenho de vários de seus jogadores, entre eles o volante Cuéllar, que recuperou recentemente o seu posto de titular da equipe após amargar uma má fase.

“Conversei com o Cuéllar no início do ano no Ninho (do Urubu) e ele colocou seus objetivos, falei que contávamos com ele. Sempre falei para ele continuar trabalhando firme como todos e ele foi exemplo disso, foi sempre muito profissional. Hoje aproveitou bem a oportunidade que surgiu. Tivemos ainda a volta do Pará, que foi muito bem, e do Everton, jogando no extremo limite e sendo fundamental. Passamos por um momento instável, como toda grande equipe passa, mas estamos recuperando nosso ritmo”, festejou o treinador, para depois finalizar: “Estamos com boa sequência sem perder e tomamos apenas um gol nos últimos quatro jogos. Pouco a pouco vamos melhorando nossa consistência e voltaremos aos trilhos. Trabalhar no Flamengo é pressão o tempo todo, sabemos bem disso. São etapas que precisamos percorrer e vamos fazendo isso devagar”.