Foi um final de semana quase perfeito para os brasileiros em Istambul, na Turquia. Antes da vitória de Felipe Massa na Fórmula 1, Xandinho Negrão (Minardi Piquet) conquistou neste domingo (26) o seu melhor resultado na GP2.

O brasileiro terminou em segundo lugar a prova curta da rodada dupla da categoria na Turquia. O alemão Timo Glock (iSport) venceu pela terceira vez no ano e recuperou a liderança do campeonato, perdida na véspera para o brasileiro Lucas di Grassi (ART), vencedor da corrida de sábado, mas que não pontuou pela primeira vez no ano – foi punido com uma passagem pelos boxes, chegou em 11.º e voltou para a segunda colocação no campeonato de pilotos. O irlandês Adam Carroll, da equipe FMS, completou o pódio neste domingo na terceira posição.

"Estou me sentindo aliviado com o fim deste período ruim. Espero que seja apenas o começo de uma nova fase em minha carreira. Foi muito bom sentir novamente uma sensação legal que há muito tempo não experimentava", disse Xandinho.

Bruno Senna

Outro que teve o que comemorar foi Bruno Senna (Arden), que interrompeu uma série de maus resultados ao garantir o ponto da sexta colocação. "Fiquei mais tranqüilo", admitiu o brasileiro. "Este resultado tirou um peso dos meus ombros. Já estava incomodado com esse tempo sem todo sem pontuar.

Senna venceu a prova longa na Espanha, mas não pontuava há oito corridas, desde o terceiro lugar na primeira corrida na França. A próxima rodada dupla está marcada para Monza (Itália), dias 8 e 9 de setembro.

Confira o resultado final da GP2 em Istambul neste domingo:
1.º – Timo Glock (ALE/iSport), 23 voltas em 37min21s489
2.º – Xandinho Negrão (BRA/Minardi Piquet), a 9s469
3.º – Adam Carroll (IRL/FMS), a 10s884
4.º – Borja García (ESP/Durango), a 18s605
5.º – Vitaly Petrov (RUS/Campos), a 19s168
6.º – Bruno Senna (BRA/Arden), a 20s082
7.º – Luca Filippi (ITA/SuperNova), a 21s151
8.º – Roldán Rodríguez (ESP/Minardi Piquet), a 24s229
9.º – Ho-Pin Tung (CHI/BCN), a 24s709
10.º – Ricardo Risatti (ARG/BCN), a 40s964