O técnico Emerson Leão ganhou mais um problema para escalar o São Paulo na partida de quinta-feira, contra o Guaratinguetá, no Morumbi. Nesta segunda-feira, o atacante Willian José foi julgado no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD/SP) pela expulsão contra o Paulista, e foi punido com dois jogos de suspensão.

Willian José marcou três gols naquela partida, realizada no último dia 16 de fevereiro, mas depois foi expulso, já nos acréscimos, por falta em Junior Alves. O lance lhe custou caro. Além da suspensão automática cumprida diante do Bragantino, também ficará de fora do jogo diante do Guaratinguetá.

O artilheiro do time na temporada, com oito gols em sete jogos, ele não é o único desfalque do ataque do São Paulo. Luis Fabiano ainda se recupera de um estiramento na coxa direita e dificilmente terá condições de jogo. Já Lucas está com a seleção brasileira na Suíça, onde a equipe de Mano Menezes joga na terça contra a Bósnia-Herzegovina. A tendência é que ele não tenha condições de chegar ao Brasil e jogar pelo São Paulo.

Outros dois jogadores tricolores foram julgados nesta segunda-feira. João Filipe, que foi expulso no clássico contra o Corinthians, depois de falta dura sobre Jorge Henrique, levou só um jogo de suspensão, já cumprido. O mesmo acontece com Paulo Miranda, que, assim como Willian José, também recebeu o cartão vermelho diante do Paulista.

LUIS FABIANO – Nesta segunda-feira, o atacante são-paulino correu na esteira pela primeira vez desde que sentiu a lesão na coxa, no último dia 28 de janeiro. De acordo com o clube, se ele não sentir nenhuma limitação, poderá ser liberado para atividades no campo ainda nesta semana.