A Williams apresentou nesta segunda-feira o seu balanço financeiro de 2012 e revelou que teve um prejuízo de 5 milhões de libras (aproximadamente R$ 15,5 milhões). A perda foi justificada pelos investimentos realizados no sistema híbrido desenvolvido pela Williams Hybrid Power, que ajuda no armazenamento de energia e vem sendo utilizado no transporte público de Londres.

A equipe britânica anunciou nesta segunda que a sua receita aumentou 22%, para 127 milhões de libras (R$ 393 milhões), em comparação aos 104,5 milhões de libras (R$ 323,5 milhões) de 2011.

Porém, a equipe teve prejuízo no ano passado, ao contrário do exercício anterior, quando apresentou lucros de 7,4 milhões de libras (R$ 22,9 milhões). A Williams perdeu 2,6 milhões de libras (R$ 8,1 milhões) na divisão Williams Hybrid Power, que produz sistemas híbridos e outras aplicações automobilísticas baseados no sistema Kers, utilizado na Fórmula 1.

Apesar do prejuízo, Frank Williams fez um balanço positivo do último ano da Williams. “O ano de 2012 viu um progresso encorajador da Williams dentro e fora da pista, e estamos determinados a continuar nesta tendência de crescimento em 2013”, disse o lendário dirigente.

Ele lembrou que a equipe encerrou um longo jejum de vitórias no ano passado, quando o venezuelano Pastor Maldonado triunfou no GP da Espanha. “A vitória no GP da Espanha de 2012 foi um destaque especial e continuaremos a desenvolver fortes parcerias de patrocínio e engenharia”, afirmou.

Frank Williams, porém, reconheceu que a equipe está distante dos seus melhores momentos. Atualmente coadjuvante, a Williams possui nove títulos de construtores e sete de pilotos na Fórmula 1. “Ainda há um longo caminho a percorrer para a equipe chegar onde deveria estar, mas as melhorias nas temporadas anteriores são evidentes”, comentou.

Com um início ruim de temporada, a Williams não somou pontos nas quatro primeiras provas da temporada 2013. A equipe tentará reagir no GP da Espanha, próxima etapa do campeonato, que será disputado no dia 12 de maio no Circuito da Catalunha, em Barcelona.