A delegação do Paraná Clube embarcou às 14h50 desta terça-feira (14) com destino a Fortaleza, para nesta quarta-feira (15), às 20h30, enfrentar o time da casa em jogo válido pela segunda fase da Copa do Brasil. Se o Tricolor vencer por dois gols de diferença estará classificado para enfrentar o Flamengo, que eliminou o Remo no jogo de ida por 2 a 0.

O atacante Wando, que foi um dos destaques da equipe no clássico contra o Coritiba, está otimista e diz que o grupo está com o pensamento no Fortaleza e que os jogadores estão trabalhando para conseguirem um bom resultado, mesmo fora de casa. “Temos condições de buscar um bom resultado fora de casa. Todo o grupo já está com a cabeça no Fortaleza, estamos trabalhando forte para corrigir as nossas falhas e fazermos um bom resultado fora de casa, para depois definirmos tudo na Vila Capanema”, afirmou o atacante ao site do clube.

O meia Lenilson, que retorna à equipe após ficar de fora do clássico, comunga do mesmo pensamento de Wando e diz que o Paraná vai em busca da vitória. “Vamos buscar a vantagem que precisamos fora de casa. Vai ser um jogo difícil, mas temos que lutar para conquistar um bom resultado para trabalharmos tranqüilos para o jogo de volta”, disse. “Temos um grupo forte, e podemos chegar muito longe dentro da competição. Quem sabe até conquistar o título e assegurarmos uma vaga na Libertadores”, concluiu.

O time do Paraná terá uma surpresa para este jogo. Danielzinho, que disputou o Paranaense pelo Iguaçu, voltou ao Tricolor, foi relacionado e deve aparecer no banco de reservas. O Tricolor terá o desfalque de Luiz Henrique, machucado, e João Paulo, que terá que cumprir suspensão. O atacante Wellington Silva ainda não se recuprou da lesão que o deixou de fora da partida contra o Coritiba e mais uma vez ficará de fora.

Luiz Henrique

O zagueiro se machucou no clássico em uma disputa de bola com Ariel Nahuelpan e teve que deixar o gramado com muitas dores. Exames realizados na segunda-feira constataram uma lesão do ligamento cruzado do joelho direito e a previsão de recuperação é de seis meses.

Na semana que vem, o zagueiro será operado pelos médicos do clube. Há cerca de um ano, Luiz Henrique também foi operado no mesmo joelho, mas por um problema diferente.