Não poderia ser melhor o primeiro gol de Walter no seu retorno ao Athletico. Nos acréscimos, o atacante garantiu a vitória rubro-negra de virada sobre o Jorge Wilstermann, na altitude de Cochabamba, na Bolívia, que deu ao Furacão a liderança do Grupo C.

Ao todo, foram 795 dias sem marcar um gol sequer. O último tento de Walter havia sido em 13 de julho de 2018, pelo CSA, pela Série B. De lá pra cá, a trajetória do carismático centroavante no futebol sofreu uma reviravolta. Ele foi punido por doping e ficou 2019 sem entrar em campo. De volta ao CT do Caju, o jogador de 30 anos já perdeu mais de 20 quilos.

>> Blog do Cristian Toledo: Walter garante a vitória e renasce

“Foram dois anos sem jogar futebol. Esse gol eu não vou esquecer. Não tem coisa melhor que fazer um gol na Libertadores, tirou um peso enorme em cima de mim. Agradeço muito ao clube, ao treinador, aos torcedores. Hoje é certeza que não vou dormir”, comemorou Walter em entrevista ao clube.

>> Tabela e classificação da Libertadores

O gol teve a assinatura do atacante. O lateral Jonathan cruzou pela direita, Walter dominou com categoria e bateu rasteiro no canto. A vitória garante a liderança do Furacão com seis pontos, ao lado do Colo-Colo, adversário da próxima quarta-feira (23), na Arena.

Walter tinha entrado em campo apenas duas vezes desde que foi contratado, no meio do ano. Ele só havia jogado cerca de 30 minutos somando os jogos contra Fluminense e Red Bull Bragantino.

+ Mais do Furacão:

+ Gustavo Villani é o convidado especial do podcast De Letra
+ Ex-diretor do Athletico visita CT do Caju e vai ao Atletiba


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?