Seleção feminina mostra muito talento no Rio de Janeiro. Hoje é vez dos Estados Unidos. Com um desempenho acima do esperado a Seleção Brasileira de Vôlei Feminino passou bem pela Alemanha ontem com vitória por 3 a 0 e parciais de 25/12, 25/19 e 25/16 , no Maracanãzinho. Foi a 2.ª partida do Brasil pelo Grand Prix de Vôlei.

Hoje – 10 horas, com transmissão de TV aberta – a seleção enfrenta os Estados Unidos e reedita a final olímpica do ano passado, quando as brasileiras conquistaram a medalha de ouro e deixaram a prata para as americanas.

A Alemanha entrou em quadra embalada. Na primeira partida do Grand Prix venceu os Estados Unidos. Ainda assim o primeiro set foi surpreendentemente fácil e o Brasil logo abriu vantagem que só cresceu até o final do set.

Bloqueio duplo bem montado, ataques fortes e rápidos com Mari e Fabiana fizeram a diferença. Com o jogo e m 5 a 1 a Alemanha já pedia o primeiro tempo técnico.

Com a vantagem, a seleção brasileira patrocinada pela Olympikus colocou em quadra Natália, Joycinha e Ana Tiemi para dar ritmo e oportunidade a jogadoras do banco. O rendimento não caiu e o set foi fechado.

Apesar da reação alemã, que manteve o placar apertado durante todo o segundo set, as brasileiras mostram tranqüilidade e vantagem técnica para vencer também o segundo set. Mais uma vez o bloqueio e os ataques pela ponta deram a vantagem às brasileiras.

O terceiro set começou mais equilibrado e as alemãs chegaram a empatar em 5 a 5, mas a disputa durou até a metade do set. Boas defesas de Fabi no fundo da quadra, presença marcante da levantadora Dani Lins foram alguns dos destaques e o Brasil voltou a abrir vantagem para fechar o jogo com tranquilidade.

O técnico José Roberto colocou o time em quadra com Dani Lins, Sassá, Fabiana, Mari, Sheilla, Thaísa e Fabi, líbero da equipe, com entradas de Ana Tiemi, Joycinha e Natália. A etapa brasileira é a primeira do Grand Prix.A competição segue para Macau, Coreia e faz a final no Japão.