Na semana passada diminuiram as vitórias de animais paranaenses que venceram em outros centros turfísticos, destacando-se que das onze vitórias, nove foram obtidas no Hipódromo da Gávea, de acordo com pesquisa do colega Dalton Luiz Mehl Andrusko.

Gávea

Danish Night, por Baligh e Day For Night (Effervescing), de criação de Carlos dos Santos; Purê Lady, por American Gipsy e Speed Lady (Relaunch), de criação do Haras Anderson; Vitelino, por New Colony e Batty Refinada (Bartty), de criação do Haras Valente; Lockit, por Dubai Dust e Happy Saint (I?m Glad), de criação do Haras Tributo À Opera; Port Tiger, por Midnight Tiger e Garota Júlia (Roy), de criação do Haras Anderson; Prince Dodge, por Dodge e Midnight Queen (Slew O?Gold), de criação do Haras Anderson; Chiquinho, por Ramirito e Água Pesada (Jarraar), de criação do Haras Valente; Quase Tudo, por Know Heights e Queen Mab (New Colony), de criação do Haras São José da Serra; Bragio, por Ghadeer e Stratas (Youth), de criação do Haras Tributo À Opera); e National Rid, por Clackson e Dinaléa (Ghadeer), de criação do Haras Anderson.

Cidade Jardim

Que-Guanabara, por Blush Rambler e Opulent Lark (Tumble Lark), de criação do Haras Clemente Moletta; e Quenian Gipsy, por American Gipsy e Inner?s Girl (Dodge), de criação do Haras Anderson.

Cristal

Polonês, por Clackson e Mala Cara (Silver Hawk), de criação do Haras Anderson.