Alessandro, suspenso, está fora.
Rogério Souza será seu substituto no Maraca.

O Atlético busca hoje, diante do Flamengo, a liderança isolada do campeonato brasileiro 2002. A partida está programada para as 20h30 no Estádio Maracanã e uma vitória recoloca, pelo menos por um dia, o rubro-negro na ponta de cima da tabela da competição.

Mas, a tarefa não será fácil já que o time terá três desfalques e enfrentará um adversário à beira de mais uma crise e precisando urgentemente de uma vitória para acalmar os ânimos na Gávea.

Enquanto alguns cariocas já cantavam vitória e menosprezavam o Furacão, o técnico Valdyr Espinosa se desdobrava para organizar o time após o empate contra o Santos na Vila Belmiro. Ele não poderá contar com o lateral-direito Alessandro e o volante Douglas Silva, que estão suspensos, e com o goleiro Flávio, que voltou a sentir a região lombar. Os substitutos serão Rogério Souza, Alan e Adriano Basso nas respectivas posições.

Apesar de os reservas estarem à altura, segundo Espinosa, o maior problema a ser solucionado pelo treinador é a falta de entrosamento com os jogadores que estão entrando. “São jogadores que estão no grupo e também têm condições de entrar e fazer um bom papel. Espero que eles possam repetir o desempenho dos que saíram para que a gente consiga manter o mesmo nível das últimas partidas.”

Para o treinador, apesar desses desfalques, o time está bem e confiante numa boa apresentação. “Os últimos detalhes foram acertados agora (ontem) e estamos tranqüilos apenas aguardando o início do jogo”, diz. Entre esses acertos realizados no trabalho de ontem está a pontaria que vem pecando nas últimas partidas. “A equipe tem treinado, está em busca do trabalho sério e com certeza vamos melhorar”, destaca.

Apesar de encarar o time com a maior torcida do Brasil e no maior estádio do mundo, o Atlético está pronto para entrar em campo e não tremer. “O jogador tem que estar preparado para jogar em qualquer lugar. O gramado, se não tem a mesma dimensão, é parecido, e a grama as vezes muda de tipo. O Atlético entra para jogar futebol independente do campo que seja”, dispara o volante Cocito. Segundo ele, as dificuldades acontecem quando o time não está preparado para jogar. “Se o Atlético começa a jogar bem e impõe um ritmo bom, as partidas podem se tornar fáceis pelo que nós fazemos”, aponta.

Pendurados

O rubro-negro entra em campo com quatro jogadores pendurados com dois cartões amarelos. São eles o zagueiro Ígor, os volantes Cocito e Alan e o atacante Alex Mineiro. Além desses, o atacante Dagoberto, que figura no banco de reservas, também está pendurado.

O Flamengo precisa vencer

Rio de Janeiro

(Lancepress!) – O técnico Evaristo de Macedo sabe que os dez dias de folga que o Flamengo terá no campeonato brasileiro depois do jogo de hoje, contra o Atlético-PR, significam um risco para o clube na tabela de classificação. Sem entrar em campo, a equipe não poderá pontuar, ao contrário dos outros times, que permanecerão em atividade. Por isso, um resultado positivo contra o Furacão virou quase uma obrigação.

“Vamos ficar sem jogar por pelo menos duas rodadas. Podemos voltar em uma situação difícil. Precisamos da vitória contra o Atlético”, disse Evaristo de Macedo.

O treinador acha qua a derrota para o Paraná, na última rodada, não abateu os jogadores rubro-negros. Além disso, ele acredita que o último jogo no Maracanã, em que o time goleou o Fluminense por 5 a 2, ainda serve de estímulo para uma boa atuação.

Desfalque

Mais uma vez, o técnico Evaristo de Macedo terá que improvisar o apoiador Felipe Mello na lateral-direita da equipe do Flamengo. Alessandro, com uma contratura na coxa, está vetado para a partida contra o Atlético. O treinador repete a substituição que fez em sua estréia no rubro-negro. Com isso, André Gomes volta ao meio-campo.

“A experiência foi boa contra o Cruzeiro e vamos usá-la novamente. O Felipe Mello se adaptou bem na posição e esperamos que ele repita a boa atuação”, disse Evaristo.

Os flamenguistas esperam contar com o apoio da torcida, mesmo com as dificuldades que aguardam para tentar superar o campeão brasileiro.