Depois de uma reta de extraordinária movimentação Cheikh venceu a prova máxima do turfe paulista, defendendo a farda mais tradicional, que é azul e ouro em listas do Haras São José & Expedictus, da família Paula Machado.

Pericoloso assumiu a ponta nos primeiros metros e regulou o ritmo da corrida, seguido inicialmente por License To Run, mas seguidos de perto por diversos competidores. Na entrada da reta, Paparazzi evoluiu e quando assumiu a ponta deu a impressão que poderia ser o vencedor, mas nos 300 finais recebeu o duplo ataque de Cheikh e Belo da Guanabara, que passaram a brigar pela vitória, com o pilotado de Nelito Cunha livrando pequena diferença, com Paparazzi perto dos dois primeiros. Depois da prova, duas declamações. Altair Domingos (Paparazzi) reclamou de Belo da Guanabara, enquanto A.Queiroz (Belo da Guanabara) reclamou de Cheikh, mas a Comissão de Corridas confirmou a prova na ordem de chegada. Thignon Boy e License To Run não renderam o esperado na pista de grama pesada. Reizinho não completou o percurso, por ter mancado.

Cheikh, um filho de Roy e Plus Vite (Baronius), de criação e propriedade do Haras São José & Expedictus, foi dirigido por Nelito Cunha e apresentado por Vitor Barbosa, que exerce suas atividades em Campinas. Rateios V. 8,60 – Exata 1.353,60 – Placês 3,90 e 29,30. Tempo: 2’29″80, em pista de grama molhada.

Lingote de Ouro

Lingote de Ouro, um filho de Fast Gold e Darling Dame (Seattle Dancer), conseguiu sensacional vitória no Grande Prêmio Presidente da República. Nos 200 finais recebeu forte ataque de Pronasteron, mas tocado com muita energia por W.Blandi seguiu até o final, sempre ameaçado. Instinto Campeão terminou na terceira colocação, com Joaquim e Incolor completando o marcador.

Lingote de Ouro, de criação do Haras Ponta Porã, defendeu as cores do Stud Raça, apresentado por Mário Campos e dirigido por Waldomiro Blandi. Rateios: V. 9,40 – Exata 55,30 Placês 3,30 e 2,50. Tempo: 1’30″11, em pista de grama pesada. Movimento de apostas: R$ 116.232,00.

Murtinho

O GP Antenor de Lara Campos foi vencido por Murtinho. O crioulo do Haras Ponta Porã, um filho de Punk e Fadiga (Laramie Trall), defendeu as cores de Rodolpho Montanari Neto, apresentado por A.G.S.Corrêa e dirigido por Ângelo Márcio Souza, que saiu do Tarumã para brilhar em São Paulo. Correu na expectativa para dominar Pretty Normad, depois de dura luta, com Instinto Campeão, Joaquim e Incolor nas posições imediatas. O tempo da prova foi de 1’30″611 para os 1.500 metros, em pista de grama. New Freedom, do Haras Belmont, correu na ponta, mas atrasou-se nos 300 finais.