Quando foi contratado, vindo da União Barbarense, o volante Vítor certamente não esperava cair nas graças da torcida atleticana tão rapidamente. O primeiro jogo não foi tão bom, mas a partir da partida contra o Vasco, e principalmente contra o Santos, Vítor teve ótimas atuações, fazendo a nação rubro-negra esquecer de Valencia, antigo titular da posição e negociado com o Fluminense.

O volante foi tão bem, que recebeu elogios até do técnico Paulo César Carpegiani, que o chamou de “brilhante” e disse que não teria mais como tirá-lo da equipe. Humilde, Vítor diz que precisa manter esse mesmo ritmo para não deixar o time titular. “Eu venho trabalhando para conquistar meu espaço. Graças a Deus fiz duas boas partidas, e agora é dar sequência ao trabalho para que a gente possa subir cada vez mais na tabela”, afirmou.

Vítor garante que ainda não se sente titular absoluto e que precisa provar a cada dia que merece seu espaço na equipe atleticana, pois o Furacão possui ótimos volantes em seu elenco: “Isso aqui é um grupo, todo mundo está pronto para jogar e à disposição do professor para quando tiver que entrar em campo”.

Contra o Fluminense, no sábado, ele deve novamente ser titular e manda um recado para a torcida: promete muita garra dos jogadores em campo para conquistar a terceira vitória consecutiva, a segunda fora de casa. “Prometo a mesma pegada que a gente teve nos últimos dois jogos, muita vontade. Nós sabemos que temos qualidade, e temos que ter força de vontade. Tenho certeza que isso vai acontecer contra o Fluminense”, disse o volante.