O alemão Sebastian Vettel chegou ao GP do México, realizado neste domingo, com poucas chances de impedir o tetracampeonato de Lewis Hamilton. No entanto, a esperança do piloto da Ferrari de chegar ao Brasil, local da próxima etapa, com alguma chance de título terminaram e o inglês da Mercedes se sagrou campeão pela quarta vez na Fórmula 1, no Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México.

Vettel precisava da vitória no México, ou ficar na segunda colocação, e torcer para que Hamilton ficasse mal colocado – a sexta ou a 10.ª colocação bastariam, dependendo da posição final do alemão. Mas, mesmo sendo pole position, o piloto da Ferrari precisou fazer uma corrida de recuperação e terminou a prova em quarto. O agora tetracampeão também ficou distante do pódio, em nono lugar.

“É decepcionante (a corrida da forma como se desenhou). Não é tão importante o que fizemos hoje (domingo), é mais importante o que Lewis fez – e ele fez um trabalho incrível durante todo o ano, merece ficar com o título. Parabéns para ele. Não é sobre mais ninguém hoje. É só sobre Hamilton. É o dia dele”, afirmou o alemão em entrevista à rede de TV inglesa Sky Sports.

Logo após a largada, Hamilton, que largou em terceiro, e Vettel tiveram que ir para os boxes, já que se tocaram de leve, quando inglês foi para cima do carro da Ferrari. O holandês Max Verstappen, que largou em segundo e foi vencedor da prova, foi para cima do alemão logo que as luzes se apagaram e depois de uma disputa entre os três pilotos, acabou assumindo a liderança.

“Não tenho medo dele (Hamilton). Eu gosto de correr contra ele – e queria ter tido mais disso esse ano. No geral, eles (Mercedes) foram melhores por muito”, afirmou o alemão, que cumprimentou pessoalmente o atual campeão e ainda brincou: “Ele empatou comigo, se estiverem contando”.

O finlandês Valteri Bottas, da Mercedes, ficou com segunda colocação, e seu compatriota Kimi Raikkonen, da Ferrari, fechou o pódio. Com o título definido, a próxima parada da Fórmula 1 será no Brasil, em Interlagos, no dia 12 de novembro. A última etapa será Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, no próximo dia 26.