O Cruzeiro apresentou oficialmente nesta sexta-feira o seu terceiro reforço para 2016, o meia argentino Sánchez Mino. Revelado pelo Boca Juniors, o jogador foi emprestado pelo Torino com opção de compra e fica na Toca da Raposa até o fim do ano. Em sua primeira coletiva pelo novo clube, ele pediu para ser tratado por “Juan”, seu primeiro nome, e se mostrou versátil.

“Dentro de campo, creio que vou jogar pelo lado esquerdo, tanto como lateral, como volante ou como na frente. Posso jogar nessas posições e o técnico é quem vai escolher. Quero ajudar a equipe, os companheiros e que eu seja um jogador importante para o Cruzeiro”, disse o argentino, que recebeu a camisa 7, que já foi do volante Tinga e do atacante Joel.

Sánchez Mino foi formado pelo Boca, onde jogou até 2014, deixando o clube aos 24 anos, após apenas uma temporada como titular. Não rendeu no Torino, da Itália, e voltou à Argentina para ser titular do Estudiantes. Agora, chega como aposta da diretoria do Cruzeiro.

“Hoje (sexta) apresentamos outro atleta dentro daquilo que havíamos programado com a comissão técnica. Trouxemos um meia que se destacou no futebol argentino, que jogou na Itália e que tem todas as condições de preencher muitos espaços no Cruzeiro”, elogiou o presidente Gilvan de Pinho Tavares.

Como liberou Mena para o São Paulo e Pará ao Atlético-PR, o Cruzeiro ficou sem lateral-esquerdo reserva. O titular deverá ser Fabrício, mas os mineiros ainda negociam com o Internacional para que o jogador permaneça em Belo Horizonte. Sánchez Mino, assim, deverá ser a segunda opção para a posição.