Clubes que conquistam a Copa do Brasil normalmente não têm desempenho dos melhores no Campeonato Brasileiro. O Vasco, porém, tem mantido o foco no Nacional e mira o título. Ricardo Gomes tem se esforçado para manter o elenco concentrado e deu mais uma demonstração nesta terça-feira. Para que ninguém desvie a atenção da partida contra o Santos, nesta quarta, às 21h50, em São Januário, transferiu o treino preparatório da sede para o estádio do CFZ, no Recreio dos Bandeirantes (zona oeste do Rio de Janeiro).

O objetivo era afastar os jogadores do ambiente agitado das eleições para o Conselho Deliberativo do clube, que tomou todo esta terça e é o primeiro passo para a escolha do presidente, em janeiro. A chapa de Roberto Dinamite, que tenta a reeleição, liderava com ampla folga até o início da noite.

Ricardo Gomes se preocupa estritamente com os problemas dentro de campo e tem pelo menos uma grande preocupação para encarar os santistas. Juninho Pernambucano deixou a atividade desta terça reclamando de dores na coxa direita e foi descartado para o confronto.

O desfalque só não vai ser mais complicado porque o treinador vascaíno já cogitava poupar o camisa 8 e manter o esquema mais cauteloso, com dois volantes, que foi vitorioso contra os são-paulinos. Ricardo Gomes entende que é mais prudente se precaver contra o forte ataque do clube alvinegro praiano e tentar explorar suas falhas defensivas com velocidade.

Desta forma, Felipe retorna naturalmente ao time, ele que foi preservado dos 45 minutos iniciais na última partida. A dúvida fica entre Jumar e Eduardo Costa na cabeça de área. Márcio Careca, que cumpriu suspensão, está à disposição para retomar a lateral esquerda.