A diretoria do Vasco promete para esta sexta-feira a quitação dos dois meses de salários atrasados dos jogadores. Apesar do bom desempenho em campo, a dívida gera desconforto entre os atletas, que cobram uma solução rápida.

“A união faz o grupo passar por cima dessas adversidades. Mas esperamos que tudo se resolva logo para trabalharmos com a cabeça tranquila. Quem rasga nota de R$ 100? Da mesma forma que temos o nosso compromisso, o clube tem o dele”, disse o volante Nilton.

Ao mesmo tempo em que busca recursos para quitar a dívida, a diretoria vascaína trabalha para renovar contratos importantes, como os do atacante Eder Luís e do volante Fellipe Bastos, no clube por empréstimo do Benfica, e do zagueiro Renato Silva.

Nesta quinta, enquanto o técnico Cristóvão Borges comandava atividade tática, o zagueiro Dedé realizava exercícios físicos como parte final de sua recuperação de um edema ósseo na perna esquerda. Ele ainda não terá condições de enfrentar o Náutico, quarta-feira, mas pode voltar contra o Bahia, na quarta rodada do Brasileirão.