O Vasco tropeçou na Série B do Campeonato Brasileiro ao ser derrotado pelo Ceará por 2 a 0, nesta sexta-feira, no Maracanã, pela abertura da 21.ª rodada. Mesmo com o resultado, a equipe carioca se manteve na liderança da competição, com 42 pontos. Mas pode perder o posto se o Atlético Goianiense, com 39, vencer neste sábado o Bragantino, em Bragança Paulista.

Apesar de desfalcado de Carlos Alberto, Elton e Aloísio, o Vasco se impôs no início e criou várias oportunidades de gol. No primeiro tempo, foram seis ao todo. Alan Kardec desperdiçou duas vezes. O Ceará atuava na base dos contra-ataques e exercia forte marcação.

O primeiro gol do time visitante surgiu após uma falha do zagueiro Vilson, aos 18 minutos da segunda etapa. Após jogada pelo lado esquerdo, Wellington Amorim recebeu livre dentro da área e completou, sem defesa para Fernando Prass.

A torcida do Vasco se irritou com a desvantagem e passou a vaiar alguns jogadores como Alan Kardec e Vilson. Num contra-ataque veloz, aos 40 minutos, Jorge Henrique chutou cruzado e Mota finalizou: 2 a 0.

A vitória mantém o time nordestino em quarto lugar, agora com 37 pontos, ao lado do Guarani. Mas valeu para o Ceará como um dado histórico. Jamais tinha vencido uma partida no Maracanã.

Na próxima rodada, o Vasco terá um duelo pela liderança contra o Atlético, em Goiânia. O ceará jogará em casa contra o Bahia.

Ficha técnica

Vasco 0 x 2 Ceará

Vasco – Fernando Prass; Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Mateus, Souza, Enrico (Philippe Coutinho) e Alex Teixeira; Adriano (Robinho) e Alan Kardec (Rodrigo Pimpão). Técnico: Dorival Júnior.

Ceará – Lopes; Boiadeiro, Anderson, Erivélton e Fábio Vidal (Jorge Henrique); Heleno, João Marcos, Careca e Geraldo (Esley); Wellington Amorim (Misael) e Mota. Técnico: Paulo César Gusmão.

Gols – Wellington Amorim, aos 18, e Mota, aos 40 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Devarly Lira do Rosário (ES).

Cartões amarelos – Souza, Phillipe Coutinho e Adriano (Vasco); Heleno, Careca, Jorge Henrique e Anderson (Ceará).

Renda – R$ 399.758,00.

Público – 25.360 pagantes.

Local – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).