Tudo levava a crer que Valdivia seria a grande atração do Palmeiras para enfrentar o Atlético-PR, neste domingo, às 17 horas, no Allianz Parque, mas o meia chileno pode desfalcar a equipe mais uma vez. O técnico Dorival Júnior revelou que o jogador voltou a sentir dores musculares e não tem presença assegurada na partida decisiva para a equipe se manter na elite do futebol brasileiro. Marcelo Oliveira já está fora e Tobio também pode ser desfalque.

“Valdivia ainda não está. Ele treinou ontem (quinta-feira) e voltou a sentir uma lesão. Digamos que é um incômodo que fez com que tirássemos ele do treino de hoje. Amanhã fará um novo trabalho e, caso tenha condições, vai para o jogo”, explicou o treinador durante entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira, na Academia de Futebol.

O meia luta contra um edema na coxa esquerda em decorrência de uma pancada levada durante um amistoso pela seleção chilena contra a Venezuela. Mesmo sem estar 100% fisicamente, ele tentou atuar diante do Coritiba, mas só jogou 45 minutos e claramente sem condições de jogo. Depois, desfalcou o time contra Sport e Internacional.

Para evitar o erro ocorrido na partida contra a equipe paranaense, Dorival já avisou que não vai colocar o chileno em campo caso não tenha condições de ajudar a equipe. “Vamos ver com calma a situação dele. Fizemos isso contra o Coritiba e não foi uma situação muito favorável. Vamos ver o que os médicos falam”, explicou o treinador, que pode ter mais problemas.

Quanto a Marcelo Oliveira, o volante sentiu uma lesão muscular na coxa esquerda e já está descartado do jogo deste domingo. Como tem contrato até o fim do ano apenas, é provável que ele não jogue mais pelo Palmeiras.

Outro que também pode ficar fora é o zagueiro Tobio. Ele ainda se recupera de dores na coxa direita e vive situação parecida com a de Valdivia. O argentino será reavaliado neste sábado para saber se terá condições de atuar no domingo.

Nesta sexta-feira, o elenco do Palmeiras treinou no seu estádio, sem a presença da imprensa. Foi realizado um treinamento coletivo, onde Dorival testou o time com diversas formações e não quis dar pistas da equipe que inicia diante do Atlético-PR. “Não é muito diferente do (time) que tem jogado”, limitou-se a dizer.