O técnico da seleção brasileira feminina de futebol, Vadão, anunciou nesta quinta-feira a convocação de mais sete jogadoras para se unirem à seleção permanente que treina na Granja Comary, em Teresópolis. Agora, ele tem mais de 30 atletas à disposição para escolher o elenco que vai disputar a Copa Algarve, em Portugal, a partir do dia 2 de março.

Em preparação para os Jogos Olímpicos do Rio, Vadão começou o ano trabalhando diariamente com um grupo de 21 jogadoras em Teresópolis (RJ). Todas essas atletas recebem salários da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e não têm clubes. Jogadoras que atuam no exterior se unem eventualmente ao grupo, casos de Andressa Alves, do Montpellier (França), e Cristiane e Érika, do PSG. A craque Marta ainda não treinou com a seleção este ano.

Nesta quarta-feira acabou a fase de grupos do Brasileirão Feminino, que só será retomado após a Copa Algarve. Pensando na competição, que reúne boa parte das melhores seleções do mundo, Vadão chamou sete atletas que se destacaram no torneio nacional até aqui: a goleira Aline (Ferroviária), as meio-campistas Diany (Flamengo), Maria Aparecida (Santos) e Daiane (Ferroviária) e as atacantes Gabriela (Corinthians), Geyse (ADECO) e Ludmila (São José). Na semana passada, a goleira Carla Maria (ADECO) também havia sido convocada.

A Copa Algarve, nos arredores de Lisboa, vai de 2 a 9 de março. O Brasil está no Grupo A e enfrenta Nova Zelândia (dia 2), Portugal (dia 4) e Rússia (dia 7). Depois, no dia 9, joga pelo primeiro, terceiro, quinto ou sétimo lugar contra quem vier do Grupo B: Islândia, Bélgica, Canadá e Dinamarca.

BRASILEIRO FEMININO – Diferente do ano passado, nesta temporada o Brasileirão é no início do ano. A primeira fase, com 20 times divididos em quatro grupos e jogando só num turno dentro da chave, acabou nesta quarta-feira, com apenas uma surpresa: o Iranduba, do Amazonas, que deixou o Santos fora da segunda fase.

Além do time amazonense, também passaram Ferroviária (SP), Corinthians (SP), Rio Preto (SP, atual campeão), Foz Cataratas (PR), São José (SP, atual vice-campeão), Flamengo (RJ) e São Francisco (BA). Os oito times agora serão divididos em dois grupos de quatro, avançando para as semifinais os dois primeiros de cada chave.

A partir da próxima fase e até a final, marcada para 25 de maio, esses oito clubes poderão contar com as jogadoras da seleção permanente, que serão divididas por meio de um sistema de draft, semelhante ao da NBA.