A Universidad de Chile venceu o Caracas por 3 a 1, em jogo encerrado no início da madrugada desta quarta-feira (no horário de Brasília), na Venezuela, e disparou na liderança do Grupo 8 da Copa Libertadores da América, com 11 pontos ganhos.

Com o resultado, o time chileno colocou mais pressão sobre o Flamengo, que nesta quarta-feira à noite enfrenta a Universidad Católica, às 21h50 (de Brasília), em Santiago, no confronto que fechará a penúltima rodada da chave.

Com sete pontos e na vice-liderança, o time carioca precisa vencer o adversário para se aproximar da Universidad de Chile. Já a Universidad Católica, com apenas três pontos até aqui, tem de ganhar do Flamengo a qualquer custo para continuar com alguma chance de se classificar entre os melhores segundo colocados na rodada final. O lanterna Caracas, com apenas dois pontos, está eliminado da disputa por uma das vagas nas oitavas de final.

No confronto disputado em Caracas, a Universidad de Chile ignorou o fator campo e abriu 3 a 0 no placar em apenas 35 minutos de jogo, com gols de Victorino, Olivera (de pênalti) e Rodriguez. Na etapa final, já com um homem a menos por causa da expulsão de Guerra, Gonzalez descontou o placar para a equipe da casa.

Na rodada decisiva do Grupo 8 da Libertadores, o Flamengo receberá o Caracas, no Maracanã, enquanto a Universidad Católica enfrentará a Universidad de Chile, fora de casa, no clássico chileno que poderá definir um dos classificados. Os dois confrontos estão agendados para o próximo dia 21.