O tênis brasileiro fracassou no qualifying de Roland Garros. Nesta quinta-feira, Beatriz Haddad Maia, a única sobrevivente no torneio classificatório, acabou sendo eliminada da disputa ao perder para a norte-americana Jennifer Brady por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4.

Número 332 do mundo, Bia Haddad foi a única tenista brasileira a avançar no seu jogo de estreia no qualifying de Roland Garros. Mas nesta quinta-feira, ela não resistiu a uma tenista melhor ranqueada – Brady é a 147ª colocada na lista da WTA – e adiou o seu sonho de participar pela primeira vez de um dos torneios do Grand Slam.

Além de Bia Haddad, o Brasil teve outros cinco representantes no qualifying de Roland Garros: Paula Gonçalves, Thiago Monteiro, João Souza, André Ghem e Guilherme Clezar. Todos esses, porém, caíram logo na primeira rodada do classificatório.

Assim, o tênis brasileiro terá apenas três representantes nas chaves de simples de Roland Garros: Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva no torneio masculino e Teliana Pereira na disputa feminina. Eles vão conhecer seus adversários de estreia nesta sexta-feira, quando haverá o sorteio das chaves do Grand Slam parisiense.