A Uefa anunciou nesta segunda-feira, após a última reunião do painel antidoping da entidade, que coletou 1941 amostras de sangue na temporada 2011/2012, sendo 456 delas fora de competições, com 909 análises à EPO, e que apenas cinco deram positivo, nenhum deles na Eurocopa da Polônia e Ucrânia.

O presidente do painel, Jacques Liénard, mostrou sua satisfação pelos resultados da Euro-2012, na qual em cada controle feito antes e durante o torneio recolheu amostras de sangue e urina dos jogadores das 16 seleções, nas quais se busco EPO e o hormônio do crescimento, e não houve resultados positivos.

“Não podemos dizer que o futebol é livre do doping, pois ainda temos casos positivos. É importante que a Uefa continue vigilante na sua luta contra o doping e a todos os produtos a ele ligados”, declarou Liénard.

O painel debateu sobre uma ampla gama de atividades incluídas em sua política de promover, coordenar e supervisionar a luta da Uefa contra o doping.

O organismo vem investindo em campanhas educativas em torneios juvenis para advertir os atletas sobre os riscos do doping, do uso de drogas e do consumo proposital de substâncias proibidas.