O torcedor que quiser acompanhar o clube do coração de perto no Campeonato Paranaense de 2014 não terá que colocar tanto a mão no bolso como nos últimos anos.

Após a série de críticas as antigas fórmulas do estadual, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) resolveu enxugar o Estadual e facilitar a vida dos times. Com 17 datas em seu total, a mudança irá diminuir o tempo do Trio de Ferro nas estradas e aeroportos do Paraná.

Com a tabela reformulada, idealizada para as equipes sofrerem o menos possível com o desgaste de um campeonato longo, repleto de viagens, Coritiba e Paraná só jogarão fora de Curitiba quatro vezes, enquanto o Atlético sairá da capital apenas em três oportunidades.

Atual campeão estadual, o Coxa estreia na competição longe de sua torcida. A viagem de 427 km até Maringá para enfrentar o time da casa, campeão da segunda divisão do ano passado, será o primeiro desafio alviverde.

Na segunda rodada, o time de Dado Cavalcanti segue na estrada e encara o Arapongas. Pela proximidade das cidades, a tendência é até que a delegação nem volte para Curitiba. A tabela, inclusive, foi projetada já pensando em minimizar as viagens.

Após passar cinco rodadas atuando na capital, o Coxa vai a região oeste do estado. Desta vez, Alex e companhia duelam com o Toledo, cidade a 540 km da capital.

Já na última rodada da 1.ª fase, o último desafio fora de Curitiba: o Londrina, no Estádio do Café. No total, nos quatro jogos longe do Couto Pereira, o time do Alto da Glória irá percorrer, contando ida e volta para Curitiba, 2.728 Km em um espaço de 50 dias.

Enquanto isso, o Tricolor só vai encarar a estrada na 5ª rodada. A viagem até Ponta Grossa para enfrentar o Operário, a 119 km de Curitiba, será o primeiro desafio do técnico Milton Mendes no comando paranista. Na 7.ª rodada, um trajeto até Arapongas, onde encara o time da casa, no Estádio dos Pássaros.

Duas rodadas depois, a equipe da Vila Capanema enfrenta o Londrina, na casa do adversário. No jogo seguinte, o Paraná tem o seu último adversário longe da capital: o Toledo, no Estádio Municipal 14 de Dezembro. Um total de 2.303 Km, a segunda maior distância entre os integrantes do Trio de Ferro.

Já o Furacão, atual vice-campeão do Paranaense, é o clube entre os três maiores do estado que menos irá sofrer com as viagens na primeira fase. Logo em sua estreia, o Rubro-negro e encara 204 km até Prudentópolis, onde enfrenta a equipe da casa.

Na quarta rodada, a viagem mais curta do Furacão: 93 km até Paranaguá para encarar o Rio Branco, no Gigante do Itiberê. Duas rodadas depois, a última ida para o interior, rumo a Cianorte, cidade a 508 km da capital, para enfrentar o Leão do Vale do Ivaí. No total, o Furacão terá percorrido “apenas” 1610 Km após o término das 11 rodadas.