Na teoria, o Paraná Clube simplesmente cumpre tabela hoje, às 19h30, na Vila Capanema, frente ao Serrano. Já com o título do primeiro turno da Segundona Paranaense assegurado, o resultado da partida não terá nenhum efeito na classificação do Tricolor. Porém, na prática, Ricardinho espera usar o jogo frente ao time de Prudentópolis para buscar novas opções de ataque, após desempenho aquém do esperado nos dois jogos da Série B do Brasileiro.

Contra Guarani e América-MG, o Paraná conseguiu domínio territorial, mas pecou demais nas finalizações. “É algo que preocupa, pois o que garante pontos na tabela são os gols”, resumiu Ricardinho, que hoje poderá dar nova chance a Nilson. Titular nos jogos contra Ceará e Palmeiras (pela Copa do Brasil), o jogador foi “barrado” pela comissão técnica após apresentar um percentual de gordura fora dos padrões ideais. Ele não foi relacionado nas seis partidas recentes que o Tricolor disputou, pelo Paranaense e pela Série B. “Temos treinado e orientado os jogadores. Mas se as coisas não fluem dentro de campo você é obrigado a buscar outras alternativas”, disse Ricardinho.

O técnico dá a entender que para o jogo contra o Bragantino – sábado, em Bragança Paulista – poderá lançar mão de uma nova formação ofensiva. Contra o Guarani, a dupla Luisinho e Arthur foi elogiada, pois mesmo não balançando as redes criou várias situações de gol, com muita mobilidade. A estratégia, frente ao América-MG não surtiu o mesmo efeito. “No fundo, futebol se resume a gols. Você pode jogar bem, mas de nada adianta se não traduzir isso no placar”, completou.

Ricardinho não confirmou o time que enfrenta o Serrano e, pela diretriz da comissão técnica, aqueles que entrarem em campo hoje não deverão jogar contra o Bragantino. Mas é a chance de alguns atletas ganharem pontos com o treinador, visando não apenas a sequência do Paranaense, mas também da Série B.

O gerente de futebol Alex Brasil, apesar de o Tricolor já contar com sete atacantes do atual elenco (Arthur, Dieguinho, Douglas, Elias, Hugo, Nilson e Wellington Silva, sem contar o meia-atacante Luisinho) não descarta a possibilidade de se buscar mais um jogar para este setor. “Estamos atentos ao desempenho dos atletas e ao mercado. Se houver necessidade, vamos atrás, pois a competição é longa e não podemos perder tantos pontos em casa”, concluiu.