O Paraná Clube faz hoje, às 20h, no Durival Britto, seu primeiro e único teste antes da largada oficial da temporada 2011. O duelo será contra o Cerro Porteño, do Paraguai, que se prepara em Curitiba para a Copa Libertadores, e é uma chance para o técnico Roberto Cavalo observar os reforços contratados, além de o torcedor poder ver de perto a equipe que no próximo domingo estreia no Campeonato Paranaense.

Dos onze jogadores contratados, sete estarão em campo desde o início da partida. Um time jovem e que, na avaliação de Cavalo, irá primar pela velocidade. “Acho que essa é a principal virtude dessa equipe. Nossos jogadores podem ser pouco conhecidos, mas vocês vão ver um time voluntarioso e muito aplicado”, analisou o treinador.

Roberto Cavalo disse que o rendimento nos primeiros treinos táticos foram surpreendentes. “É só o início de um trabalho, mas gostei de muitos pontos nesses treinamentos. Agora, é hora de ver os meninos em ação numa simulação de jogo”, completou.

Foram dois treinos táticos apenas e uma reformulação quase que completa em relação à temporada passada. Após analisar as opções nos coletivos, Roberto Cavalo decidiupor alguns ajustes em relação ao time que escalara na segunda-feira.

O gringo Javier Mendez, titular do Paraná na reta final da Série B, ganhou vaga no meio-campo. Na zaga, outra alteração: Rafael Vaz foi o que mais rendeu nos treinos e, por isso, irá formar com Carlinhos a nova linha de defesa paranista.

“Este amistoso faz parte da pré-temporada. É importante para tirar aquela pressão de uma estreia, já que muitos desses jogadores vão ter a primeira chance com a camisa oficial do Paraná. É bom para o torcedor já ir visualizando quem é quem”, lembrou Cavalo.

Hoje cedo, o treinador comanda um tático no Ninho da Gralha, onde oficializa o time que entra em campo à noite. O técnico ainda depende de uma questão burocrática em relação à lateral-direita. Paulo Henrique – hoje a única opção para o setor – teria uma proposta do futebol paulista.

“Depende muito de como estiver a cabeça do jogador. Se estiver com o foco no Paraná, joga. Senão, nem adiata participar desse amistoso”, avisou Cavalo, que durante o treino escalou o atacante Tito e o meia Ximba como eventuais opções para a ala-direita.

O treinador também depende do departamento médico para definir o ataque. Paulo Matos, apesar de uma forte gripe, participou de parte do treino de ontem. “Ele será reavaliado, mas acho que estará em campo”, disse Cavalo.

Com 26 anos, e passagens por equipes como São Paulo, Náutico, Vitória e Criciúma, ele é o “titio” no meio da garotada. Cavalo deposita muita confiança no jogador, que foi destaque no time do Náutico na temporada 2005, quando o Timbu quase subiu à Primeira Divisão nacional.

Correntes

O técnico Roberto Cavalo assegurou que não há divergências internas quanto ao planejamento para 2011. Mesmo com o presidente Aquilino Romani e o vice de futebol Paulo César Silva apresentarem opiniões antagônicas quanto à contratação de um goleiro de peso. Para Cavalo, o clube deve estar unido para resgatar a credibilidade do Paraná, pagando salários em dia e sem “sonhar” com atletas de renome.

Acerto

Não haverá limite de substituições no jogo desta noite. Paraná Clube e Cerro Porteño poderão utilizar 28 jogadores cada. O amistoso fecha a pré-temporada do time paraguaio em Curitiba.

O Cerro disputa a primeira fase da competição continental contra o Deportivo Petare (VEN). São dois jogos eliminatórios e, quem se classificar, vai para o grupo 3, junto com Santos (BRA), Colo Colo (CHI) e Deport,ivo Táchira (VEN).