Gritos de vergonha, tumulto e torcedores indo embora de camburão. Foi essa a visão dos jogadores do Rio Branco de Paranaguá ao saírem de campo, após a derrota para o Operário de Ponta Grossa, por 2 x 1, no Caranguejão.

Depois de um empate contra o Cascavel e uma derrota para o Corinthians fora de casa, a torcida do Leão da Estradinha não suportou a forma como seu time caiu diante do Fantasma.

Depois de um empate dramático conquistado perto do fim da partida, o gol da vitória alvinegra no minuto final fez a torcida local se transformar em uma verdadeira fera.

O primeiro gol ocorreu antes dos ponteiros apontarem o primeiro minuto do segundo tempo, com Mateus marcando pelo Operário. A partida esquentou e o meia Serginho Paulista, do Fantasma, foi expulso.

Com o Rio Branco partido pra cima, Negreiros fez o gol do empate aos 45 da etapa final. Enquanto o time parnanguara comemorava, o Fantasma mostrou que não precisa de muito tempo para transformar alegria em terror, com Rilber voltando a balançar as redes para os visitantes e fechando o marcador.

Na próxima rodada, o Rio Branco, do treinador Saulo de Freiras, terá uma missão complicada contra o líder Cianorte, fora de casa, no Estádio Albino Turbay. Já o Operário segue embalado para encarar o Roma, em Apucarana, no Bom Jesus da Lapa, contando com a possível estreia de Ceará, contratado junto ao Iraty.