O atacante Ronaldo começou a trabalhar ontem como jogador do Milan, um dia depois de acertar sua saída do Real Madrid. O brasileiro esteve no centro de treinamentos do clube rubro-negro, em Milanello, e logo se dirigiu ao Milan Lab para realizar testes físicos.

Apesar do alarde do clube, os torcedores do Milan não prestigiaram Ronaldo em seu primeiro dia em Milão. Um grande número de jornalistas compareceu a Milanello, mas nenhum ?tifoso? foi até lá dar as boas-vindas ao ?Fenômeno?.

Para compensar a ausência dos fãs, o proprietário do Milan, Silvio Berlusconi, fez a recepção e festejou a chegada do jogador. ?Ronaldo recusou os dólares dos Emirados Árabes e dos Estados Unidos. Ele me disse que sempre sonhou em defender o Milan, e agora vem para cá disposto a mostrar a todos que ainda é um grande campeão?, afirmou.

Adriano Galliani, diretor esportivo do Milan, também elogiou o atacante, maior reforço do time na temporada. ?Ronaldo é um grande campeão e uma pessoa muito determinada. Milanello o recebe de braços abertos?, afirmou. ?Conseguimos compensar as perdas de Stam e Shevchenko e voltamos a ser a grande equipe de outros tempos?.

Galliani lembrou ainda que Ronaldo ajuda a aumentar a visibilidade do clube. ?A notícia da contratação dele circulou por todo o mundo, e o Milan voltou a ter seu nome em destaque nas manchetes internacionais?.

Por enquanto, Ronaldo fará apenas trabalhos físicos, e só depois iniciará os treinos com bola. A estréia dele ainda não está confirmada, mas deve ocorrer no dia 11 de fevereiro, contra o Livorno, no San Siro, pelo Campeonato Italiano. Ele vai vestir a camisa número 99 e não pode disputar a fase final da Liga dos Campeões, pois já atuou pelo Real na competição.

Ricardo Oliveira fica

O Real Madrid desistiu da contratação do atacante Ricardo Oliveira, do Milan, apesar de os dois clubes quase terem fechado as negociações nas últimas horas.

Aparentemente, o motivo que levou os espanhóis a desistirem da contratação foi o impedimento legal que não deixa um jogador atuar em três clubes diferentes em uma mesma temporada.

Ricardo Oliveira jogou no São Paulo por três meses, até 10 de agosto, emprestado pelo Betis. Em 31 de agosto, data-limite para a contratação de jogadores no mercado europeu, foi fechada sua transferência para o Milan, pelo qual jogou o Campeonato Italiano, a Copa da Itália e a Liga dos Campeões da Europa.

Embora não tenha atuado pelo Betis nesta temporada, ainda não se sabe se sua inscrição e partidas pelo São Paulo serão levadas em consideração.