O Atlético fez sua melhor partida ontem, venceu sem precisar correr atrás do placar e goleou o Roma, mas para Sérgio Soares, mesmo menos pressionado, a noite não foi fácil.

Parte da torcida não perdoou, vaiou o treinador e pediu para que a diretoria contrate um novo comandante. Soares não se intimidou com os gritos e disse achar uma situação normal pelo histórico do time nas rodadas anteriores.

“O torcedor quer seu time jogando bem, ganhando e tem o direito de cobrar. Estamos tranquilos e o time está evoluindo. Deixemos que a arquibancada continue a reclamar e daqui a pouco isso muda”, declarou Soares.

O treinador diz não ter medo de perder o emprego. “Se eu ficar muito preocupado com isso, perco o foco. Tenho a diretoria por trás, que responde e se entender que (o treinador) não serve, sairei. Mas tenho que estar focado, isso é experiência que se vai ganhando”, destacou. Nas arquibancadas, o tom é de indigestão, mas dentro de campo, Soares ganhou o apoio dos jogadores. Paulo Baier e Lucas dedicaram seus gols ao comandante.