A polícia italiana prendeu nesta terça-feira quatro torcedores da Lazio, acusados de tentar assassinar o marroquino Kay Abelam, de 31 anos, com golpes de correntes e tacadas de beisebol, no final de semana passada. Segundo as autoridades locais, os suspeitos Simoni Belli, 19 anos, Mario Cascianelli, 23 anos, Stefano Celli, 28 anos, e Maurizio Vazzana, 29 anos, foram detidos enquanto a polícia continua em busca de um quinto suspeito.

De acordo com fontes da polícia romana, todos os detidos fazem parte da facção ?Irredutíveis?, um grupo de torcedores ultranacionalistas, que alegaram ter começado a ?briga? por causa de uma mulher. Os policiais, no entanto, estão convencidos de que se trata de uma ação racista. A vítima, gravemente ferida na cabeça, sofreu cirurgia para a retirada de um hematoma e permanece em estado de coma, correndo o risco de morte.