O técnico Tite vai passar os próximos dias estudando o grupo que tem em mãos e planejando a próxima temporada. Mas uma das primeiras missões ao elenco será dada o mais breve possível, as recomendações para as férias e as festas de fim de ano. O treinador quer que todos se cuidem e voltem o melhor possível para que não haja atrasos na pré-temporada.

“Agora tudo é voltado para o Corinthians, já temos experiência desse assunto e vamos sentar com Edu Gaspar, tomar café quanto tempo for, de tempo integral, para redirecionar todo o grupo naquele detalhe de não repetir o erro”, disse, já pensando nos confrontos com um rival colombiano na fase preliminar da Copa Libertadores.

Eliminado em 2011 para o Tolima, com muitos jogadores fora do peso e sem ritmo, Tite agora quer que isso não se repita. “Vou passar para os atletas o quanto é importante se cuidar nas férias, Nossos profissionais vão passar para eles que é importante voltar em bom condicionamento físico, sem sobrepeso”, enfatizou.

Nada de criar cartilhas ou proibir os jogadores de algo. Mas com responsabilidade. “Ele pode bater sua bolinha, mas sem vir machucado. E peço: melhore sua preparação, acelere sua preparação. Ganhar todos querem, mas têm de se preparar. É uma mensagem para todos os atletas.”

A ordem do treinador não significa que ele será o “todo poderoso” do clube. Ele mesmo evita isso. Tite quer que a engrenagem funcione. “A busca de uma forma mais direta, com comissão técnica, é para que o Corinthians permaneça nessa qualidade e não fique a mercê do técnico. Tem de ter muitos profissionais por trás para que a roda não pare de girar, mas ela anda independentemente do técnico”, falou. “Por mais vaidoso que ele possa ser, e claro que gosto de ser valorizado, mas entendo que é uma engrenagem, em cima de um conjunto e só vencemos aqui por causa dele.”

Nas conversas com a direção que terá nos próximos dias, Tite quer avaliar todos os jogadores. Ninguém está fora dos planos. Ao menos por enquanto. “Todos os atletas, tal qual será o Emerson Sheik, vão ser trabalhados e terão oportunidade. E o Sheik é atleta do clube, vai voltar normalmente”, observou o técnico, abrindo as portas para o retorno do herói da final da Libertadores.