O explosivo casamento entre o técnico Oswaldo de Oliveira e o São Paulo terminou na noite de sábado. Cauteloso com o futuro, o presidente Marcelo Portugal Gouvêa garante que o clube só vai pensar em um novo treinador a partir de hoje. Mas os nomes de Ricardo Gomes e Tite já aparecem com força no Morumbi. Ouvido pela Rádio Bandeirantes, Tite não confirmou qualquer negociação para trocar de clube. “Quero deixar claro que não fui procurado pela direção do São Paulo”, afirmou.

O técnico do Grêmio preferiu adotar um discurso diplomático ao falar das especulações sobre o seu nome. “O São Paulo é um grande clube. Todos sabem que futuramente tenho um projeto de trabalhar em um grande centro, como Rio de Janeiro ou São Paulo. Mas também tenho um plano atual com o Grêmio na Libertadores”, explicou.

Em uma postura profissional, Tite manteve o alto nível ao falar do Grêmio, mesmo descobrindo através de uma gravação de críticas dos dirigentes gaúchos sobre seu trabalho. “Tenho muito respeito a esse momento da Libertadores que estamos vivendo. Afinal, todo técnico tem o sonho de disputar essa competição. Mas também todos querem trabalhar em um clube como o São Paulo”, apontou o treinador.