O técnico Tite admitiu nesta terça-feira uma certa preocupação com a falta de gols do ataque corintiano. Para superar o problema, ele já receitou muito treinamento durante o período em que o time ficará sem jogar – o próximo compromisso do Corinthians será no dia 7 de junho, contra o Figueirense, pela terceira rodada do Brasileirão.

Nos últimos quatro jogos, o Corinthians marcou apenas um gol, com o volante Paulinho na vitória sobre o Vasco por 1 a 0 na Libertadores. E, falando especificamente dos atacantes do elenco corintiano, o jejum já dura seis partidas, desde que Willian fez um na derrota para a Ponte Preta, por 3 a 2, pelas quartas de final do Paulistão.

“A criação está tendo, o volume está tendo. Contra o Atlético-MG, foram 15 finalizações, com seis no gol. Faltou efetividade”, afirmou Tite, em entrevista coletiva nesta terça-feira, ao comentar sobre a derrota do último domingo em Belo Horizonte. “Por isso, o time vai treinar. Vamos treinar especificamente”, completou.

Na manhã desta terça-feira, durante o treino no CT do Parque Ecológico, Tite já comandou um trabalho específico de finalizações. Mas, apesar de reconhecer o problema, ele saiu em defesa de seus atacantes, como Elton, que foi titular no domingo e perdeu uma chance de gol incrível ao cabecear para fora. “O Elton fez um bom jogo tecnicamente, talvez o melhor. Errou o cabeceio, talvez tenha sido prejudicado pela falta de ritmo”, avaliou.

Sobre Liedson, Tite mostrou confiança e disse acreditar que ele “vai retomar o melhor momento”. O técnico ainda elogiou Willian, Emerson e Jorge Henrique, garantindo que os atacantes do elenco corintiano vão superar esse jejum de gols. De preferência, já contra o Figueirense, na próxima rodada do Brasileirão.