O tiro esportivo do Brasil segue mantendo a média de uma medalha por dia nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Nesta sexta-feira, o brasileiro a chegar ao pódio foi Bruno Heck, que faturou o bronze na disputa da carabina 3 posições, prova em que o atirador tem que acertar tiros a uma distância de 50 metros do alvo, em três posições: deitado, ajoelhado e em pé. Outro brasileiro na prova, Rocco Rosito terminou em nono.

Para ficar com sua primeira medalha pan-americana, Bruno Heck somou 1245.0 pontos, contra 1249.1 de Jason Alan Parker (EUA), medalhista de ouro, e 1247.0 do também norte-americano Matthew Joel Wallace, que ficou com a prata. Parker repetiu o título conquistado no Rio, há quatro anos, e, de quebra, faturou a vaga olímpica que estava em jogo na prova.

Esta foi a sexta medalha do tiro esportivo do Brasil em Guadalajara. Antes, Julio Almeida havia conquistado dois bronzes, na pistola de ar 10 metros e na pistola 50 metros, Luiz Fernando Graça foi terceiro na fossa olímpica dupla e Roberto Schmits ficou com o bronze na fossa olímpica. O único ouro foi de Ana Luiza Mello, na pistola 25 metros.