O Santos deu um grande passo para se garantir na semifinal da Copa Libertadores ao vencer o Once Caldas por 1 a 0, na noite da última quarta-feira, em Manizales, na Colômbia, no duelo de ida das quartas de final. Após o confronto, porém, os jogadores da equipe e o técnico Muricy Ramalho destacaram que o time não pode se iludir com a vantagem e precisa entrar com a mesma determinação no confronto de volta, na próxima quarta, no Pacaembu.

“Não acabou aqui. Essa é só a primeira parte. Quarta-feira temos que estar preparados porque será um jogo difícil”, afirmou o meia Allan Patrick, que substituiu o lesionado Paulo Henrique Ganso e foi o autor do gol da vitória santista em solo colombiano.

O jogador, porém, não escondeu a empolgação por ter marcado o seu primeiro gol em uma Libertadores. “O gol veio por um belo passe do Neymar, tive a felicidade de marcar. Fomos muito pressionados no final da partida, mas conseguimos segurar isso e sair com resultado positivo”, enfatizou.

Muricy, por sua vez, lembrou que o Once Caldas conseguiu reverter um resultado negativo contra o Cruzeiro, nas oitavas de final, em Minas Gerais, e o fato deve servir de lição para o Santos para o confronto de volta. “Ganhamos de uma grande equipe fora de casa. Mas sabemos que o Once Caldas, como visitante, é uma equipe experiente e bastante perigosa. Então, não tem nada definido”, analisou o treinador, para depois lembrar: “Tenho 30 anos de futebol e já vi muita coisa. Todo mundo pensava que o Cruzeiro estava classificado e o Once Caldas passou”.

O treinador ainda elogiou o equilíbrio do Santos, que está há seis jogos sem tomar gols e voltou a mostrar força em vários setores do campo. “O Santos foi muito consciente, está ocupando bem os espaços e não está perdendo o que tem de melhor, que é a velocidade e o contra-ataque na hora que tem de acelerar. E o toque de bola está muito bom, além da marcação”, ressaltou.

O zagueiro Edu Dracena, por sua vez, saiu de campo festejando a boa fase da defesa santista. “O importante é que a gente se sobressaiu em cima do ataque do adversário, a defesa conseguiu segurar mais uma vez. Uma partida fora de casa, sem tomar gols, é muito importante”, analisou.