O Guangzhou Evergrande, atual campeão chinês, negou nesta quinta-feira qualquer interesse em tirar Kaká do Real Madrid, depois que a imprensa espanhola e a italiana publicaram este rumor.

O presidente do clube, Liu Yongzhuo, declarou à agência oficial chinesa “Xinhua” que a equipe “atualmente tem sete jogadores estrangeiros (o máximo permitido) e não tem intenção de negociar nenhum deles”.

Entre os estrangeiros do Guangzhou Evergrande, que é comandado pelo italiano Marcelo Lippi, estão o argentino Darío Conca e os brasileiros Cléo, Paulão e Muriqui.

Diários como o italiano “O Corriere dello Sport” e o espanhol “AS” publicaram durante esta semana que o Guangzhou, principal equipe da cidade meridional chinesa do Cantão, teria oferecido 25 milhões de euros ao Real Madrid e 18 milhões de euros de salário anual ao jogador.