Após conquistar o seu primeiro título de ATP na carreira, neste domingo, o tenista Thomaz Bellucci comemorou a boa fase vivida no circuito profissional, depois de alguns tropeços sofridos nesta temporada. O brasileiro faturou o ATP 250 de Gstaad, na Suíça, ao vencer o alemão Andreas Beck, 51.º do mundo, por 6/4 e 7/6 (7/2).

Nesta semana, Bellucci chegou à final depois de sair do qualifying do torneio e deixou para trás favoritos, como o suíço Stanislas Wawrinka, cabeça de chave número 1, e o alemão Nicolas Kiefer. “Foi uma semana incrível e especial, a mais importante da minha vida”, comemorou o brasileiro, emocionado.

“Estou muito feliz. Joguei incrivelmente bem em três dos quatro jogos. Então, pude mostrar nesta semana que posso jogar em um nível mais alto, mas sempre mantendo os pés no chão”, disse o tenista, que até então tinha como melhor resultado o vice-campeonato do Brasil Open, no início deste ano.

Desde o segundo lugar no torneio brasileiro, Bellucci vinha amargando fracos resultados nesta temporada. A reação começou quando venceu o Challenger de Rimini, na Itália, há duas semanas.

“Tivemos semanas muito duras até pouco tempo atrás, onde as coisas não estavam dando certo, apesar de eu não estar jogando mal, as vitórias não vinham”, lembrou o jogador, que não se deixou abater pela falta de resultados. “Nesse período, eu e o João [Zwestch, técnico] nunca desistimos e seguimos trabalhando duro e acreditando”.

O primeiro título de ATP veio coroar a boa fase de Bellucci. “O resultado está aí. A sensação de ser campeão é extraordinária, mas sei que temos muito a trabalhar e melhorar para se manter entre os tops, que é o nosso principal objetivo”, afirmou.

Com a conquista, o brasileiro vai dar um salto no ranking. Atual número 119 do mundo, Bellucci deverá aparecer na 65ª posição da lista da ATP, na segunda-feira, muito perto da sua melhor colocação da carreira, no 63.º lugar do ranking.