Menos de 20 horas depois de ganhar na estreia sobre o alemão Benjamin Becker, o brasileiro Thomaz Bellucci entrou em quadra novamente, não resistiu ao bom jogo do cipriota Marcos Baghdatis e foi eliminado na segunda rodada do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. Nesta terça-feira, sob um forte calor, o tenista número 1 do Brasil e 25 do mundo perdeu por 2 sets a 1 – com parciais de 6/2, 4/6 e 7/6 (7/4), em 2 horas e 7 minutos de jogo.

Na primeira parcial, Bellucci não entrou no jogo e foi facilmente batido pelo tenista do Chipre. O atual número 20 do ranking mundial da ATP, que havia surpreendido o croata Marin Cilic (cabeça de chave 11) na primeira rodada, conseguiu duas quebras e não deu chances ao brasileiro.

No segundo set, o panorama continuava igual e Baghdatis abriu 4 a 2 com outras duas quebras de saque contra uma de Bellucci. Neste momento, o brasileiro pediu atendimento médico por causa de uma bolha no dedão do pé direito e, então, voltou ao jogo. Mais concentrado, quebrou o serviço do cipriota por duas vezes e levou a partida para o set decisivo.

Com uma quebra para cada lado, o duelo foi para o tie-break. Bellucci teve um péssimo início e logo de cara permitiu que Baghdatis abrisse 4 a 0. O brasileiro ainda conseguiu salvar três match points, mas não conseguiu evitar a derrota e a eliminação por 7/4.

Thomaz Bellucci ainda permanece em Cincinnati, onde joga pela primeira rodada de duplas também nesta terça ao lado do mineiro Marcelo Melo. Na próxima semana, disputa o Torneio de New Haven, também nos Estados Unidos, em sua última competição preparatória para o US Open, o quarto e último Grand Slam da temporada.

Já Baghdatis terá uma pedreira pela frente nas oitavas de final do Masters. Seu próximo adversário será o checo Tomas Berdych, cabeça de chave número 7 e sétimo colocado do ranking mundial, que estreou com uma fácil vitória sobre o francês Paul-Henri Mathieu com um duplo 6/4.