Acostumado a salvar o Paris Saint-Germain em diversas ocasiões, o zagueiro Thiago Silva sentiu neste domingo a sensação de ser o vilão de sua equipe, e justamente em um confronto direto entre postulantes ao título do Campeonato Francês. Ele marcou o gol contra, já na segunda metade da etapa final, que definiu o empate por 1 a 1 diante do Monaco, fora de casa, pela 24.ª rodada.

Melhor para Thiago Silva que sua equipe esteja na frente e tenha conseguido manter a vantagem. O PSG segue como líder da tabela, com 55 pontos, cinco a mais que o Monaco, segundo colocado. Sexta-feira, pela 25.ª rodada, os parisienses pegam o Valenciennes, em casa. Já o time do principado joga no dia seguinte, contra o Bastia, fora de casa.

Mesmo no estádio do adversário, o Paris Saint-Germain começou melhor e abriu o placar logo aos oito minutos. Thiago Motta cobrou escanteio da direita, Alex subiu mais que a zaga e desviou. A bola ia para fora, mas Pastore, quase colado à trave, aproveitou para desviar para a rede.

O gol acordou os mandantes, que foram para cima e passaram a incomodar o time da capital francesa. A insistência foi recompensada na etapa final. Aos 29 minutos, o brasileiro Fabinho recebeu pela direita e tentou o cruzamento rasteiro. Thiago Silva foi para a bola cortar de carrinho, mas acabou jogando contra o próprio gol.